Benvindo, Bienvenido, Welcome, Bienvenue, Wilkomen, 歓迎, приветствовать, الترحيب, 歡迎, Benvenuto, Καλώς ήρθες

segunda-feira, 12 de março de 2012

Capacidade dos Aeroportos, o caso de Belém

Nos últimos meses, a Infraero reviu a capacidade nominal de muitos aeroportos da rede, inclusive do Aeroporto Internacional de Belém, que teve sua capacidade aumentada de 2,7 milhões de passageiros para quase 3,9 milhões ou exatos 3.866.400 passageiros (embarques e desembarques). Alguns leitores estranharamm este aumento de quase 1,2 milhões de passageiros, mas isso sim é possível, devido a alguns aspectos operacionais e tecnológicos que melhoraram a fluidez das operações e de circulação de passageiros:
- quando o aeroporto foi projeto, as escalas (turn around) demoravam em média 1 hora, ou seja, entre o momento que o avião pousava e decolava novamente demorava em média este tempo. Hoje, nas companhias mais eficentes e dependendo do aeroporto este tempo caiu em média para 30 minutos;
- check in eletrônico, ou seja, muitos passageiros não passam mais pelos balcões das companhias, aumentando o espaço e tempo disponíveis para atender mais passageiros;
- mudanças no serviço de bordo, diminuindo o peso e os processos necessários para oferecer este serviço abordo, como abastecimento, limpeza, etc;
- A Infraero passou a usar melhor as posições remotas de parada de aeronaves no aeroporto, utilizando ônibus modernos equipados com sistema de rebaixamento de piso, ar condicionado e adaptados para pessoas com mobilidade reduzida, para embarque e desembarque. Assim temos visto dias com operações com até 9 aeronaves (o aeroporto de Belém só possui seis pontes de embarque) simultaneamente no pátio sem maiores problemas;
Contudo, alguns processos adicionais precisam ser feitos para melhorar esta percepção, ou seja, o aeroporto pode receber mais pessoas com a estrutura atual, mas alguns aspectos precisam melhorar:
- A TAM, por exemplo, demora em média quase 40 minutos para terminar um processo de desembarque. Eu como prestador de serviço no aeroporto já presenciei casos de espera de quase uma hora entre o pouso e o último passageiro sair da sala de desembarque. Trocando em miúdos, se o aeroporto pode agora receber mais uma aeronave naquele espaço de uma hora, o passageiro ficará parado na esteira de bagagem, ou seja, este processo precisa melhorar. No caso de outras companhias, nota-se uma eficiência sem paralelo na Gol, às vezes os passageiros nem chegaram a sala de desembarque e as malas já estão saindo na esteira;
- A Infraero precisa colocar mais bancos na sala de embarque e aumentar os canais de inspeção de bagagem para acesso a mesma. Para um aeroporto que pretende movimentar 3,9 milhões de passageiros nos próximos anos, apenas dois canais de inspeção são muito poucos. Em horários da tarde e de madrugada, muitos passageiros tem aguardado os voos em pé, por falta de lugar para sentar, até as paredes tem ficado superlotadas;
- As companhias aéreas precisam treinar melhor seus funcionários, um procedimento de check in simples tem demorado quase 8 minutos por passageiro, imaginem se elas tivessem que atender também os que hoje fazem check in on line;
- Em alguns voos, empresas como a Azul colocam apenas um funcionário para fazer o check in, ou seja, quando há qualquer problema neste momento, as filas ficam enormes; aumentando as filas nos canais de inspeção de bagagem por acúmulo de passageiros; 
Por último, o aeroporto possui sim uma folga operacional, mas precisamos pensar ainda este ano na ampliação do Aeroporto Internacional de Belém, tendo em vista a demora que todos os processos levam para a efetivação da obra. Em 2011, o aeroporto atendeu 3 milhões de passageiros, com crescimento médio de 15% ao ano, se o ritmo se manter, em 2012 teremos 3,4 milhões de passageiros e ao final de 2013 já teremos atingido novamente a capacidade operacional prevista, podendo chegar na casa do 4 milhões de passageiros. Temos menos de 2 anos para pensar em novas medidas de forma a atender adequadamente e com qualidade a demanda de novos e antigos viajantes.  
Postar um comentário