Benvindo, Bienvenido, Welcome, Bienvenue, Wilkomen, 歓迎, приветствовать, الترحيب, 歡迎, Benvenuto, Καλώς ήρθες

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Novos voos a partir de Belém e Macapá!

As primeiras semanas de 2018 foram de muitas novidades para os viajantes que passam pelos Aeroportos de Belém e Macapá: alterações de frequência, novos equipamentos, voos charters, entre outros, trouxeram muitas mudanças para os viajantes originados nestes aeroportos. A partir do levantamento feito pela equipe do site UZ7 Spotting, vamos as principais novidades de janeiro de 2018:

A. Azul: a empresa passará a utilizar em mais frequências sua mais nova aeronave, o Airbus A320, de 174 assentos, em substituição ao Embraer 195, de 118 assentos. A aeronave já esta escalada para voos a partir de Belém para Recife e Confins e em alguns voos entre Belém e Macapá. Além do aumento da oferta de assentos por voo, muitos viajantes esperam que os preços diminuam em algumas rotas operadas pela empresa.

Belo registro feito pelo colaborador do UZ7, Rafael Freitas, da estreia das operações do Airbus A320 em Macapá.

B. Tap: a partir do final do mês de março, a portuguesa TAP irá alterar os dias e horários dos voos entre Belém e Lisboa. A aeronave continuará a mesma, um Airbus A330-200, com capacidade para 269 passageiros. Confira as mudanças:

A partir de 30/03/2018 - Terças, Sextas e Domingos*
*O voo dos domingos será realizado apenas entre os meses de Junho e Outubro, na alta temporada!


TP47
Horário de Decolagem de Lisboa: 17h05
Horário de Pouso em Belém: 21h10

TP48
Horário de Decolagem de Belém: 22h40
Horário de Pouso em Lisboa: 10h10+1

C. Latam: o grupo Latam, provavelmente devido a concorrência da Azul, irá retomar um de seus dois voos semanais entre Belém e Miami com uma aeronave maior, que já operava na rota desde a estreia, o Boeing 767-300. Em relação as aeronaves atuais da rota, os Airbus A320 da Azul e da própria Latam, o Boeing 767 oferece uma classe executiva, além de maior conforto e capacidade de carga, sem contar num leve aumento na oferta de assentos, já que o Airbus leva apenas 174 passageiros e o 767 esta configurado para 221 viajantes, um aumento de 27% na oferta por voo nas quartas feiras. A seguir as mudanças que serão efetivadas a partir de 02/05/2018:

Quarta-Feira, operado pelo Boeing 767

JJ 8193
Horário de decolagem de Miami: 05h55
Horário de pouso em Belém: 12h55

JJ8192
Horário de decolagem de Belém: 14h20
Horário de pouso em Miami: 19h40

Sábado, operado pelo A320

JJ8092
Horário de decolagem de Belém: 14h55
Horário de pouso em Miami: 20h25

Domingo, operado pelo A320

JJ8093
Horário de decolagem de Miami: 01h20
Horário de pouso em Belém: 08h35

D. Cruzeiros e Suriname: nesta temporada, Belém voltou a receber voos fretados para troca de cruzeiristas nos portos da cidade e foi registrado pela equipe do UZ7 um Boeing 737-800 da empresa Smartwings que esta sendo utilizado temporariamente pela Surinam Airways nas rotas para Miami e eventualmente nos voos para Belém. Vamos aos registros:

O belíssimo Boeing 777-200 da Privilege Style registrado pelas câmeras do fotografo Raphael Magalhães aguardando os passageiros em Belém. O voo vindo da Alemanha trouxe cerca de 200 viajantes para uma das etapas do cruzeiro iniciada em Belém.

O Boeing 737-800 da Smartwings a serviço da Surinam Airways registrado pelo fotógrafo César Cardoso. A empresa possui algumas aeronaves em manutenção e temporariamente esta aeronave estará realizando alguns voos para a empresa, principalmente na rota para Miami.

Aeroporto de Belém: números e curiosidades!

Recentemente, o colaborador e pesquisador Cássio Reis fez um extenso levantamento sobre o número de assentos ofertados entre Belém e as principais cidades atendidas em voos diretos a partir do Aeroporto Internacional de Belém. Os números, além de revelar a importâncias do terminal paraense, revelam algumas curiosidades:


Aeroporto Internacional de Belém (Ano Base 2017, por Cassio Reis)

A. Voos, partidas, semanais: 292

B. Companhias: 6 - Azul, Latam, Gol, Tap, Surinam e MAP.

C. Partidas diárias: 42

D. Assentos ofertados: 43 mil por semana ou cerca de 6 mil diários para 20 destinos diretos

E. Principais cidades, por voos e números de assentos semanais:

Top 10:

1º - 35 voos - 5.022 assentos - Macapá
2º - 31 voos - 5.432 assentos - Guarulhos
3º - 31 voos - 4.782 assentos - Brasília
4º - 25 voos - 3.913 assentos - Fortaleza
5º - 24 voos - 3.052 assentos - Santarém
6º - 21 voos - 2.926 assentos - São Luís
7º - 21 voos - 2.022 assentos - Altamira
8º - 19 voos - 2.930 assentos - Galeão
9º - 14 voos - 2.436 assentos - Confins
10º - 14 voos - 2.044 assentos - Recife

13 voos - 2.322 assentos - Manaus
13 voos - 1.534 assentos - Marabá
07 voos - 0.966 assentos - Congonhas
04 voos - 0.696 assentos - Fort Lauderdale (Internacional - Estados Unidos)
04 voos - 0.562 assentos - Caiena (Internacional - América do Sul)
04 voos - 0.472 assentos - Cuiabá
03 voos - 0.414 assentos - Carajás
02 voos - 0.536 assentos - Lisboa (Internacional - Europa)
02 voos - 0.348 assentos - Miami (Internacional - Estados Unidos)
01 voos - 0.170 assentos - Paramaribo (Internacional - América do Sul)

A partir da análise dos dados, percebemos algumas curiosidades interessantes:


1. Ponte Aérea Belém - Macapá: como adiantei numa postagem anterior, a maior ponte aérea da Região Norte são os voos entre Belém e Macapá, são mais de 5 mil assentos semanais em cada sentido;

2.Fortaleza, um grande destino de lazer dos paraenses: após São Paulo, capital econômica do país; e Brasília, capital política; Fortaleza se destaca como um grande destino de viagem dos paraenses, isso se reflete no número de frequências diretas entre os dois destinos e pelos dados da Secretaria de Turismo do Ceará, onde os paraenses aparecem entre os 5 maiores grupos de visitantes no estado nordestino;

3.Poucos negócios entre amazonenses e paraenses: apesar de ser sede de um dos maiores polos industriais do Brasil, potencial gerador de negócios e fluxos de viajantes, o reduzido número de voos diretos entre as maiores capitais da Amazônia, Belém e Manaus, mostra o quanto estas cidades estão distantes economicamente, mas também revela um grande potencial, uma convergência futura de interesses e negócios;

4.Santarém e Marabá: talvez pelo acesso rodoviário facilitado, Marabá não tenha tantos voos diretos de Belém; mas a capital regional do oeste do Pará, Santarém, possui uma das maiores ofertas de assentos entre as cidades atendidas por voos diretos, com mais de 3 mil assentos semanais;

5.Voos internacionais: é impressionante o crescimento da oferta de assentos internacionais em Belém, se nos últimos anos apenas Caiena e Paramaribo possuíam voos diretos, atualmente são mais de 1000 assentos para os Estados Unidos para dois destinos diferentes: Miami e Fort Lauderdale; além claro da inédita oferta regular para a Europa, via Lisboa.

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Belemtur: para que serve?

O órgão oficial de Turismo de Belém é a Belemtur - Coordenadoria Municipal de Turismo (http://www.belem.pa.gov.br/belemtur/site/), atrelada diretamente ao Gabinete da Prefeitura de Belém. Além de ser uma das poucas capitais nacionais a não possuir uma secretaria exclusiva e com recursos próprios, nos últimos anos, tem servido mais como cabide de emprego, do que para políticas públicas de fato. Ao longo de sua história, a Belemtur teve um breve momento de fervor turístico... foi durante a sua criação pelo prefeito Edmilson Rodriguez, no qual os coordenadores eram ligados a área, especificamente ao curso de Turismo da UFPA. Alguns projetos implementados naquela época tem efeito até os dias atuais, como a Ação Amigo do Turista. Já na administração do ex-prefeito Duciomar Costa (Processado por desvio de dinheiro público) a situação se agravou, a Belemtur perdeu espaço e nenhum projeto significativo foi lançado.

A administração atual, do prefeito Zenaldo Coutinho (no 2ª Mandato), mostrou-se bastante disposta a ouvir os apelos do trade turístico local, mas sem sucesso em medidas efetivas. A constante troca de coordenador e assessores torna impossível a implementação de qualquer política pública. Depois deste breve histórico, vem a pergunta... pra que serve a Belemtur?

A presença constante do Trade em diversas reuniões não tem animado o prefeito atual que, a julgar pela administração em outras áreas da cidade, conseguiu superar seus antecessores em impopularidade e caos urbano. Basta olhar para os lados pra notar que a administração atual tem feito muito pouco, aliás tem se mostrado pouco hábil para resolver problemas básicos da cidade, como limpeza urbana, conservação de monumentos, entre outros, que afetam moradores e visitantes. Vamos a um resumo das tentativas do Trade de estabelecer uma agenda mínima com a Belemtur nos últimos anos:

O Singtur-PA - Sindicato de Guias de Turismo do Pará promoveu uma ousada ação com a apoio de uma transportadora local, a Samistur, levando parte do secretariado e o Prefeito para um breve tour pela cidade e apresentação dos principais problemas turísticos da cidade. Esta ação gerou um documento que nunca foi levado a sério pela Prefeitura Municipal de Belém.

Guias de Turismo reunidos em frente a Prefeitura Municipal de Belém, no Palácio Antônio Lemos!

O Coordenador da Belemtur na época, Maikkenn Souza, apesar do esforço, não conseguiu sensibilizar os demais secretários e representantes sobre os problemas enfrentados pelo Turismo Municipal. Nesta ação, estiveram presentes representantes de outras secretarias, com destaque para a SEMOB - Secretaria de Mobilidade Urbana; Seurb - Secretaria Municipal de Urbanismo; Sesan - Secretaria Municipal de Saneamento; Sema - Secretaria Municipal de Meio Ambiente; entre outras.

O Prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, chegou a participar de uma das comemorações pelo Dia Nacional do Guia de Turismo em Belém, mas não se sensibilizou pelas causas do Turismo.

Em 2017, mais uma reunião para nada, desta vez participaram representantes da Associação dos Agentes de Viagens - ABAV-PA; Sindicato de Guias de Turismo do Pará - Singtur-PA; e Associação dos Jornalistas - Abrajet.

Sentado a frente do veículo de turismo, o atual Prefeito de Belém não se sensibilizou em nada pelas causas e problemas do Turismo em Belém.

Pela moralidade pública, economia de recursos e pelo Turismo, recomenda-se uma urgente reestruturação da Belemtur, com a imediata substituição do gestor atual por alguém melhor capacitado tecnicamente e adoção de um agenda mínima integrada com o trade turístico municipal. Caso contrário, sugiro o encerramento das atividades da Belemtur e que suas atividades sejam absorvidas por outras secretarias, como SECOM ou SECULT!

Uber: GRU Airport ganha com o transporte solicitado pelo aplicativo!

"Enquanto uns choram, outros vendem lenços". Este velho ditado nacional tem sido bem explorado pela GRU Airport, concessionário de um dos maiores aeroportos da América Latina, o Aeroporto Internacional de Guarulhos em São Paulo. Alheia aos protestos dos taxistas, a concessionária fechou uma parceria com o aplicativo Uber para definir uma taxa de uso dos espaços dedicados em cada terminal para os usuários do aplicativo. Cada usuário pagará para o aplicativo uma taxa de R$ 4,50 por corrida iniciada na área do aeroporto, que será repassada a GRU Airport. Além das áreas exclusivas para os usuários apanharem os veículos do aplicativo, os motoristas também terão uma área dedicada para espera, com capacidade para 230 veículos.

No Terminal 1, um dos espaços dedicados a usuário do UBER.

Sinalização do local de espera dos motoristas do APP Uber, bem próximo a zona dos terminais.

Outros aplicativos, como o 99, que também agrega taxistas, tem espaços dedicados no Terminal 4, por exemplo.

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Fiscalização e multas no Turismo do Ceará!

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou recentemente uma nova Lei que regula algumas atividades turísticas na cidade, com destaque para os passeios, cadastro e guiamento, inclusive com multas pesadas para quem descumprir as normas. A Lei também criou a figura do Agente de Fiscalização, por meio da AGEFIS - Agência de Fiscalização com objetivo de coibir o elevado número de passeios e serviços que estão sendo realizados sem guiamento, por exemplo; ou mesmo por pessoas sem nenhum tipo de credenciamento exigido pela Lei Geral do Turismo (Federal). 

A Lei foi publicada no Diario Oficial no dia 21 de dezembro de 2017. Segue os valores das multas:


- Prestar serviço de turismo sem cadastro: R$ 4.000; 
- Prestar serviço de turismo com cadastro vencido: R$ 3.000;
- Promover e executar passeios, excursões etc... sem guia de turismo cadastrado: R$ 5,000;
- Utilizar a credencial fora das suas atribuições: R$ 3.000.

domingo, 26 de novembro de 2017

Transporte Rodoviário com bandas tarifárias!

Uma notícia recente passou despercebida, mas deve dá um novo folego ao transporte rodoviário nacional. A partir deste ano, as empresas de transporte poderão oferecer promoções até o valor máximo permitido em cada rota pela ANTT - Agencia Nacional de Transporte Terrestre, uma espécie de banda tarifária para quem comprar com antecedência ou variar de acordo com a sazonalidade das rotas, assim como ocorre atualmente com as empresas aéreas e hotéis. Para o consumidor, uma mudança importante: ele saberá o máximo que vai pagar, mas se comprar com antecedência poderá pagar menos.

A partir de agora, as companhias rodoviárias poderão oferecer tarifas mais atrativas de acordo com a antecedência, sazonalidade e demanda das rotas operadas por todo o Brasil. Foto: Diário de Macaé

Link: http://g1.globo.com/economia/noticia/antt-regulamenta-tarifa-promocional-para-onibus-e-trem.ghtml