Benvindo, Bienvenido, Welcome, Bienvenue, Wilkomen, 歓迎, приветствовать, الترحيب, 歡迎, Benvenuto, Καλώς ήρθες

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Brasil, menos turistas em 2015 e continua o potencial!

O Turismo no Brasil em 2015 teve resultados inferiores aos verificados em 2014, ano da Copa do Mundo. O resultado, de certa forma, já era esperado dado a excepcionalidade do evento, contudo não deixa de ser um alerta, pois não se verificou o bom de turistas alardeada com a concretização do evento no país, além disso os resultados apontados pelo Ministério do Turismo revelam algumas fragilidades do mercado atual. Vamos aos resultados divulgados pelo site Panrotas e Ministério do Turismo, com comentários em vermelho:


Em 2014, 6,42 milhões de turistas estrangeiros visitaram o Brasil. No ano passado foram 6,3 milhões, uma queda de mais de 100 mil visitantes (ou cerca de 2%) e frustração para o País que achava que tudo ia mudar (para melhor) depois da Copa do Mundo de Futebol. As informações são do Anuário Estatístico do Turismo, do MTur, que também registra a liderança dos visitantes argentinos. No ano passado foram 2.079.823 turistas argentinos, o que corresponde a 33% do total. Os Estados Unidos permanecem na segunda posição (575.796), seguidos do Chile (306.331).

“Acredito que o Turismo será o grande legado dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. O revezamento da Tocha Olímpica, que terá início no próximo dia 3 de maio, em Brasília, e percorrerá mais de 330 municípios brasileiros será o momento decisivo para consolidar os destinos turísticos nacionais para o mundo”, enfatizou o novo ministro do Turismo, Alessandro Teixeira, nomeado na semana passada.

A Copa do Mundo ocorreu em várias cidades do Brasil e com maior apelo televiso e esportivo, mesmo assim os resultados não foram os alardeados pelo Governo Federal. Sendo assim, como as competições olímpicas se concentram basicamente em uma única cidade - Rio de Janeiro, não há de se esperar milhões de turistas circulando por aí. Uma visita de poucas horas numa cidade, não consolida destino algum.

O levantamento feito pelo Ministério do Turismo com base em dados da Polícia Federal aponta que 54% dos turistas estrangeiros no País em 2015 eram dos vizinhos da América do Sul. O Paraguai aparece na quarta posição do ranking com 301.831 mil visitantes e o Uruguai na quinta, com 267.321.

No continente europeu, a França se destaca na sexta colocação com o envio de 261.075 turistas.

São Paulo continua como a principal porta de entrada para os estrangeiros que chegam ao Brasil. Em 2015, 2,2 milhões de visitantes desembarcaram no Estado, um crescimento de 1,3% em relação a 2014. O Rio de Janeiro aparece em segundo lugar, seguido pelo Rio Grande do Sul, principalmente com entradas por via terrestre (89%).

Apesar de mais de uma década na tentativa de diversificar o mercado turístico internacional, basicamente continuamos dependente de poucos mercados: latinos mais próximos e norte americanos; além da concentração olímpica dos portões de entrada no país, ou seja, 80% dos turistas que entram em nosso páis, basicamente utlizam as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e do estado do Rio Grande do Sul.
MTur

MTur

A Política Nacional de Turismo precisa ser rapidamente repensada e as estratégias revistas, continuamos patinando nos números, apesar de melhores a cada ano. Algumas questões para reflexão:
- 6,3 milhões de turistas internacionais num país do tamanho do Brasil é muito pouco, a maioria das ilhas caribenhas, com territórios menores que estados brasileiros recebem muito mais turistas proporcionalmente, mesmo a fechada e até então isolada Cuba recebe mais de 4 milhões de visitantes anuais; 
- portões de entrada: precisamos que os governos diversifiquem os portões de entrada do país. O Norte e o Nordeste do Brasil precisam de mais voos internacionais, pois além da proximidade geográfica com o mercado europeu, caribenho e norte americano, potencializam as visitas a mercados mais distantes dos atuais portões de entrada do país;

E vocês, o que acham? 

Postar um comentário