Benvindo, Bienvenido, Welcome, Bienvenue, Wilkomen, 歓迎, приветствовать, الترحيب, 歡迎, Benvenuto, Καλώς ήρθες

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Menos obras menos gastos

O Governo Federal atualizou a Matriz de Responsabilidades para a Copa de 2014, conforme esperado, parte do "legado", que seria materializado por diversas obras nas cidades-sedes, foram retiradas do documento, pois não ficarão prontas para o mundial. Contudo, os gastos oficiais da Copa de 2014 ficarão abaixo do esperado pelo governo, porém ao considerar a qualidade dos gastos, ou seja, os investimentos mais benéficos para a população residente, muitas obras importantes ficaram e fora. Vejam abaixo:
 
O Ministério do Esporte atualizou na manhã de hoje a Matriz de Responsabilidades da Copa do Mundo de 2014, um material que consta todas as obras a serem realizadas com recursos do governo para o mundial do próximo ano. Nesta atualização foram excluídas 14 obras de mobilidade urbana, portos ou aeroportos. Todas elas custariam juntas R$ 1,212 bilhão e não ficariam prontas até a data do torneio.

Porto Alegre foi a cidade-sede que mais desistiu de entregar projetos para a Copa. Dez obras de mobilidade urbana foram excluídas da Matriz de Responsabilidades. A exclusão, segundo o Ministério do Esporte, foi uma solicitação da Prefeitura de Porto Alegre, responsável pelos projetos.

A obra do corredor Via 710, de Belo Horizonte, também foi excluída da lista de preparativos a pedido da prefeitura local, assim como a reforma do corredor Cândido Abreu, em Curitiba. A nova versão da Matriz de Responsabilidades da Copa também não considera que reforma do aeroporto de Recife ficará pronto para o Mundial. O projeto de melhorias para o Porto do Rio de Janeiro também foi excluído na lista oficial de projetos da Copa após diversos atrasos no seu cronograma.

Ainda de acordo com o Ministério do Esporte, os investimentos feitos pelo governo para a Copa somam R$ 25,5 bilhões, R$ 2,6 bi a menos do que a previsão divulgada em junho. Quando o governo lançou seu plano de investimentos para a Copa de 2014, havia a expectativa que R$ 33 bilhões fossem aplicados para a realização do torneio.
 
Fonte: Ministério do Esporte, via Panrotas.
Postar um comentário