Benvindo, Bienvenido, Welcome, Bienvenue, Wilkomen, 歓迎, приветствовать, الترحيب, 歡迎, Benvenuto, Καλώς ήρθες

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Tendências: OTAs x Companhias x Consumidor

CAMPINAS (SP) – Participando do mesmo painel no Seminário Aviesp, o diretor de Comunicação e Marca da Azul, Gianfranco Beting, também conhecido como Panda, e o presidente do Grupo Ancoradouro, Juarez Cintra Filho, falaram sobre o tema OTAs.

O executivo da Azul disse que as agências on-line não podem ser negadas, que se trata de um canal importante. “Fugir delas ou combatê-las é perda de tempo. Não dá mais para viver sem elas”, comentou.

Cintra Filho concordou: “É triste, mas é verdade”. O dirigente, no entanto, criticou a atuação das OTAs. “Elas não agregam conteúdo ao passageiro, a não ser preço, e o preço não é sempre aquele que aparece. Ela existe, mas não vai substituir o conhecimento do agente de viagens. O ponto que tenho contra as OTAs é a falta de transparência. É um mal necessário? É. Não sei para quem”.
 
Fonte: Panrotas.
 
Comentários: A relação OTAs x Companhias Aéreas esta realmente estremecida. Apesar da menção lacônica da Azul, "um mal necessário", o que tudo indica é que, assim como foi com as agências tradicionais, o impasse ainda vai durar, pois existem muitas questões a serem debatidas:

A. Do ponto de vista comercial:
- A concorrência entre sites: companhias aéreas x OTAs;
- Onde é realmente mais barato: operadora, agência, companhia aérea ou OTAs?
- Transparência: de quem?

B. Do ponto de vista do consumidor:
- Quem responde perante a Lei em casos furtuitos, como perda de conexão entre companhias aéreas distintas?
- A questão da assistência ao viajante?
- A questão das taxas, fees, impostos de aeroporto entre outras não mostradas nas tarifas?
Postar um comentário