Benvindo, Bienvenido, Welcome, Bienvenue, Wilkomen, 歓迎, приветствовать, الترحيب, 歡迎, Benvenuto, Καλώς ήρθες

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Post 400º: Viajando e aprendendo II: Portugal, o início

Portugal foi uma das melhores experiências da minha vida, chegar a terrinha... além mar... foi um dos maiores desafios da minha vida... até agora! Em 2006, decidi continuar meus estudos na área de Turismo, pretendia fazer um Mestrado ou mesmo uma especialização na área. Após pesquisas em diversas universidades e fazer as devidas contas, concluir que a melhor opção custo/benefício seria voar para bem longe do ninho. Comecei os preparativos, inscrições, vistos, passagens e demais documentações. Parece simples, mas estas decisões e processos levaram quese um ano. O embarque foi cheio de momentos especiais, os amigos e parentes marcaram festas e encontros para as despedidas. A chegada em Portugal foi no mês de outubro, um pouco antes do Círio de Nazaré, aqui no Brasil, a poucos dias do início das aulas. Logo na chegada, após horas de vôo e mais duas de trem, torci o pé com mala e tudo, sem conhecer ninguém. Égua, e agora!
Minha sorte estava para mudar... encontrei uma angolana, que me hospedou no apartamento dela e ainda me deu todas as dicas da cidade de Aveiro (mais detalhes só pessoalmente). Três dias depois já estava no meu "ap" (apartamento). Sem muita grana e como Aveiro é relativamente pequena, a "viação canela" foi minha companheira, descobri muitos lugares legais em Portugal caminhando. Como a experiência em Portugal foi extensa, vou dividir esta etapa em partes menores, para compartilhar melhor com vocês estes aprendizados todos.
1. Aveiro esta a 70km ao sul do Porto, na região centro de Portugal. Capital do Distrito de Aveiro, com mais 100 mil habitantes, é uma cidade bastante turística, com um bonito e preservado centro histórico, canais e litoral, com praias de águas frias, mas muito procuradas no verão. Assim como no Brasil, o português adora um turismo rodoviário, até pelas distâncias curtas, viam-se nos finais de semana, dezenas de ônibus de turismo de outras partes do país e até da Espanha visitando a cidade. Passavam geralmente o dia, em visitas pelo litoral, centro histórico e outras atrações da região. Aprendi que mesmo em cidades muito pequenas, o empenho municipal, a organização do espaço urbano e a oferta de serviços turísticos podem promover visitas sistemáticas de grupos; ou seja, para receber bem o turista, o destino não precisa ser necessariamente grande e possuir muitos recursos, precisa ser bem gerenciado, profissional;
2. Graças a uma amiga Guia de Turismo de Aveiro, também pude conhecer um pouco da experiência de Guiar grupos em Portugal. O Guia de Turismo europeu é um pouco mais técnico que o brasileiro. Geralmente, ele vai sentado a frente no ônibus, tem pouco contato com o passageiro. O Guia de Turismo brasileiro vai de frente para o passageiro, interage, busca integrar o grupo, além de realizar brincadeiras e dinâmicas;
3. Em Portugal, por menor que fosse a cidade, por mais reduzida que fosse suas atrações, sempre encontrávamos materiais sobre a mesma, principalmente, mapas e folders de serviços turísticos. Essa sistematização torna a viagem mais proveitosa e incentiva as visitas as cidades e as respectivas atrações;

Vamos as fotos:
 Há dias frios em Aveiro...
 Olha o "ap", saindo um frango assado!
 Olha a rua Belém do Pará, em Aveiro... concidências da vida...
 Essa é a "Esplanada dos Ministérios" da Universidade de Aveiro - UA
Parece Veneza, mas é Aveiro... meu irmão, será que ele vai nadar?
Portugal continua...
Postar um comentário