Benvindo, Bienvenido, Welcome, Bienvenue, Wilkomen, 歓迎, приветствовать, الترحيب, 歡迎, Benvenuto, Καλώς ήρθες

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Viagem aérea, mais regras e a experiência turística!

A experiência turística nas viagens deveria ser uma preocupação recorrente entre as diversas empresas e prestadores de serviço que compõem a oferta turística, especialmente, o setor de transportes, o elo entre a origem e o destino do viajante. Regras simples, procedimentos claros, fluidez nos serviços, informações corretas, funcionários atenciosos, entre outras questões, deveriam fazer parte do dia-a-dia dos viajantes; contudo nos últimos anos, principalmente, verificamos uma experiência cada vez mais insatisfatória nos deslocamentos turísticos. Recentemente, tomei nota de alguns procedimentos que aborrecem milhões de viajantes diariamente em viagens aéreas:

1. Procedimentos de segurança: cada vez mais excessivos, a necessidade de segurança nos voos tem tornado os procedimentos nos aeroportos longos e cheios de regras. Em vez de uma hora de antecedência da viagem, agora muitas empresas aéreas recomendam duas horas ou mais de antecedência; dependendo do tamanho e da distância do aeroporto, o viajante perderá até metade de um dia para vencer estas etapas (em vez de aproveitar o destino). A mais recente proibiu eletrônicos maiores que um smartphone em voos do Oriente Médio para os Estados Unidos. A mesma medida esta em estudo para ser aplicada em voos com origem na Europa;

2. Preços elevados no acesso e no terminal: chegar aos aeroportos na maioria das cidades do Brasil e do mundo tem se tornado cada vez mais caro. Em São Paulo, por exemplo, uma corrida de/para o Centro pode custar mais de R$ 110,00 reais; mesmo o transporte público, como o Airport Service, pode custar mais de R$ 45,00 reais dependendo do destino. No terminal, um simples lanche pode chegar facilmente a mais de R$ 20,00 reais (café mais pão de queijo) em aeroportos como Congonhas.

3. Regras confusas e poucas claras para franquia de bagagem: após a nova resolução da ANAC sobre a cobrança de bagagem, poucos companhias adaptaram seus sites para este novo procedimento. A quantidade de volumes, peso e diferenças entre voos nacionais e internacionais também gera confusão. Por exemplo, apesar de viagens para países da América do Sul serem consideradas internacionais, a franquia de bagagem é a mesma de voos doméstico, até o momento 23kg. Já para voos internacionais para alguns destinos da América Central e Caribe, Estados Unidos e Europa, a franquia aumenta para dois volumes de 32kg até o momento. Sem contar que nem sempre a regra é clara nos bilhetes emitidos. Recentemente, verifiquei uma passagem para o Chile, com conexão em Buenos Aires com as companhias Gol e Aerolíneas Argentinas: no trecho Belém - São Paulo, 23kg; São Paulo - Buenos Aires, 23kg; Buenos Aires - Santiago, 0 kg. A chance de ocorrer um problema com a bagagem do cliente é muita pouca, pois geralmente a bagagem é despachada direto para o destino final, contudo gera uma série de questionamentos desnecessários se a informação estivesse correta.

4. Filas e procedimentos complicados para embarque: muitos passageiros reclamam das filas para embarque mesmo quando a aeronave ainda nem pousou. Algumas empresas em aeroportos específicos apressam os passageiros que ficam aguardando em pé os procedimentos de embarque de uma aeronave que ainda nem pouco, sem contar as letras miúdas que informam poltronas e fila que você deve estar para "entrar mais rápido" na aeronave. Se não bastasse as tradicionais filhas da executiva/clientes especiais, prioridades, traseira e dianteira da aeronave; a American Airliners, por exemplo, acaba de criar nove grupos para embarque. Lembro-me de um voo recente na rota Manaus - Miami pela American, no qual o funcionário do aeroporto no momento do embarque chamava todas as categorias de cartões e aos poucos, um, dois três, quatro passageiros iam embarcando, num procedimento chato, demorado, que levou mais 35 minutos para que todos fossem chamados.
Assim com a American (mais informações em: https://www.aa.com/i18n/travel-info/boarding-process.jsp?locale=pt_br), muitas empresas aéreas tem criado regras que visam facilitar os procedimentos de embarque e segurança nos aeroportos, contudo estes novos processos tem deixado muitos viajantes insatisfeitos com as viagens aéreas.

Postar um comentário