Benvindo, Bienvenido, Welcome, Bienvenue, Wilkomen, 歓迎, приветствовать, الترحيب, 歡迎, Benvenuto, Καλώς ήρθες

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Transparência nas compras de passagens aéreas!

Uma iniciativa da United Airliners de processar o criador de um site que mostra aos viajantes qual a tarifa mais barata causou surpresa. Mostrar tarifas baratas não é nenhuma novidade, mas a forma como o site verifica as tarifas que incomodou a empresa. O site, skiplagged.com, trabalha de uma forma diferente: ele busca tarifas mais baratas para uma cidade que é uma escala ou conexão de uma rota maior, neste caso, o cliente desce numa cidade pelo meio do caminho, mas compra uma passagem para um destino além. Por exemplo: verifico no site de uma determinada companhia que a passagem Belém - Marabá está R$ 550,00 e Belém - Brasília R$ 360,00, contudo este voo faz escala em Marabá, então compro uma passagem para Brasília, mas desço em Marabá. Claro que não devo possuir passagem de volta e nem bagagem despachada.

Segunda a United "o site causa uma interferência intencional e maliciosa", impacta em questões de "segurança e logística", pois "promove formas de viajar não permitidas pelas companhias". Contudo alguns especialistas não veem ilegalidade na forma, apenas o site deixou o processo mais transparente para o consumidor.

No Brasil, todas as grandes companhias aéreas nacionais e internacionais utilizam este tipo de estratégia para aumentar as ocupações de rotas secundárias, em rotas com maior concorrência, estimular a compra de mais destinos, entre outros. Um exemplo bem interessante é da Portuguesa TAP, que opera a rota Belém - Lisboa. Em alguns meses do ano, o viajante pode encontrar tarifas mais elevadas entre um ponto A e B e mais baratas, entre os pontos A e C, com conexão no ponto B. A tarifa Belém - Lisboa, por exemplo, pode ser encontrada por US$ 849,00 dólares, já se você preferir viajar para Barcelona, na Espanha, pagará US$ 799,00 dólares, além de poder fazer uma parada gratuita em Lisboa pagando apenas a taxa de embarque.

A Emirates, dos Emirados Árabes Unidos, possui dezenas de tarifas com conexão em Dubai em direção a Europa, Oriente Médio e Ásia. Neste caso, muitas tarifas direto para Dubai são mais caras que nos voos para outros destinos.  

A United em vez de estar preocupada em processar o criador do site, deveria se concentrar em criar formas mais criativas de viagens e estimular as velhas rotas tarifárias utilizadas pela Varig, por exemplo. A Varig utilizou no Brasil durante muitos anos as rotas tarifárias, no qual os viajantes utilizavam tarifas diferenciadas e poderiam descer em vários aeroportos. Na década de 90, lembro-me de ter feito uma viagem assim pelo Nordeste brasileiro, pagando uma única tarifa com possibilidade de diversas descidas. Mesmo os passes aéreos que estimulavam a demanda a conhecer países grandes, como o Brasil e os Estados Unidos, já quase não existem mais. Alô companhias aéreas!?
Postar um comentário