Benvindo, Bienvenido, Welcome, Bienvenue, Wilkomen, 歓迎, приветствовать, الترحيب, 歡迎, Benvenuto, Καλώς ήρθες

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Informalidade no turismo cresce acima da economia

Caros leitores, vejam estas informações publicadas o site Panrota:

"Dando sequência à palestra Políticas Públicas e Indicadores do Turismo no Brasil, realizada há pouco no Salão do Turismo, na capital paulista, as analistas do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), Margarida Pinto Coelho e Patrícia Morita e o coordenador do Sistema de Informações do Mercado de Trabalho do Ministério do Turismo, Roberto Zamboni, revelaram dados de pesquisas sobre os empregos gerados pelo turismo.

O setor é responsável por dois milhões de empregos no Brasil, ou seja, apenas 2,5% da ocupação de vagas na economia. Deste valor, 57% são profissionais informais, fato que preocupa Zamboni. “Segundo observamos em nossa pesquisa, os empregos não registrados crescem acima da média da economia”, revelou ele, completando a informação com a divisão de ocupação por atividade. Confira abaixo.

Transporte: 40%
Alimentação: 33%
Alojamento: 13%
Agência de viagens: 5%
Auxiliares de transporte: 5%
Cultura e lazer: 4%
Aluguel de transporte: 1%

Já Margarida Pinto Coelho destacou a divisão de empregos em turismo por região. As regiões Norte e Nordeste possuem os maiores índices de geração de emprego, porém, são os locais onde as pessoas mais trabalham de maneira informal. As regiões Sul e Sudeste, por sua vez, empregam menos, mas com índice superior de formalidade. Confira abaixo os Estados que mais empregam trabalhadores com registro.

São Paulo – 24%
Rio de Janeiro – 14%
Minas Gerais – 11%
Paraná – 6%
Rio Grande do Sul 6%

Fonte: Panrotas, 28/05/2010

Comentário: Apesar do crescimento da demanda turística nacional e da oferta de produtos e destinos, a informalidade tem crescido. Algumas perguntas ficam no ar:
- há rentabilidade deste negócios se considerarmos todos os encargos que acarretam a formalização destes negócios informais?
- qual o impacto desta informalidade sobre os negócios formais da área?
- qual o impacto da informalidade na qualidade do produto turístico?
Postar um comentário