Benvindo, Bienvenido, Welcome, Bienvenue, Wilkomen, 歓迎, приветствовать, الترحيب, 歡迎, Benvenuto, Καλώς ήρθες

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Consumidores x taxas aéreas: insatisfação geral!

As atuais práticas, não muito transparentes, de comercialização de produtos e serviços aéreos e hoteleiros desmembrados tem causado uma grande insatisfação para os viajantes. Taxas adicionais por assentos, internet, lanches, check in no aeroporto, entre outros, causam uma grande confusão e, em muitos casos, tem sido utilizados de forma não muito honesta pelas empresas. 

Um dos casos mais rumorosos no Brasil foi o seguro de viagem embutido na compra on line de passagens aéreas, na qual a opção pelo seguro já vinha marcada e não ficava clara a opção de cancelamento e que este serviço era opcional. Apesar das reclamações dos consumidores "desavisados", precisou de um processo judicial para que as empresas adequassem seus sites.

A mais recente pesquisa publicada sobre o assunto mostra a grande insatisfação dos consumidores com o produto aéreo, ou seja, cada vez mais viagens e viajantes insatisfeitos. A tendência no médio e no longo prazo é os consumidores ficarem mais exigentes em relação a transparências destas taxas, produtos e serviços. Acompanhe (Fonte: Panrotas):


Pesquisa com mil viajantes americanos, realizada pela Open Allies for Airfare Transparency, mostrou que para 88% deles, é muito ou extremamente importante que as companhias aéreas compartilhem as informações sobre taxas de bagagem e de marcação de assentos com os agentes e sites de viagens. 

A pesquisa apontou que os consumidores se sentem frustrados e confusos com as atuais práticas das empresas aéreas. Para 63% é muito inconveniente ter de dar múltiplos passos para comprar serviços auxiliares atualmente. Para 81%, as práticas são injustas e enganosas ao não permitirem que os viajantes comprem ou vejam as taxas de ancillaries em todos os pontos de venda.

“Para proteger os consumidores da viagem aérea, precisamos consertar os problemas significativos que eles enfrentam enquanto buscam, comparam e compram serviços auxiliares”, disse o diretor executivo da Open Allies, Andrew Weisntein. “A proposta do DOT (Departamento de Regulação Americano) chega até a metade do caminho, ao exigir que as aéreas compartilhem suas taxas, mas falha ao não incluir a questão de como comparar esses itens na hora em que se compra o bilhete aéreo. Brincar de esconde-esconde com preços não vai melhorar a situação dos viajantes, ao menos que eles possam comprar essa taxas onde compram os bilhetes”.

Outros dados da pesquisa apontam que:

Mais da metade dos viajantes (55%) disseram que ficaram surpresas com as taxas adicionais cobradas depois que compraram os bilhetes.

Dois terços dos viajantes (63%) disseram que é muito ou extremamente inconveniente ter de passer por múltiplas etapas para comprar os ancillaries desejados.

Para 47% se tornou muito difícil ou impossível buscar e achar a menor tarifa aérea, incluindo taxas.

Oitenta por cento disseram que as atuais práticas das empresas aéreas são injustas e enganosas.

Setenta e um por cento (contra 13% contra) disseram que as companhias aéreas deveriam ser obrigadas a vender suas taxas extras em todos os lugares em que vendam bilhetes aéreos.

Confira a pesquisa complete em www.faretransparency.org.
Postar um comentário