Benvindo, Bienvenido, Welcome, Bienvenue, Wilkomen, 歓迎, приветствовать, الترحيب, 歡迎, Benvenuto, Καλώς ήρθες

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Estrangeiros no Brasil voltam a ser menos de 5 milhões

A crise volta a afetar o recebimento de turistas estrangeiros no Brasil, voltamos a receber menos de 5 milhões de visitantes no país. Este resultado mostra que há algo de errado com a política de atração de visitantes para o país. Muitas perguntas ficam no ar: faltam vôos para atender a demanda? O público nacional também precisa viajar mais para o exterior, gerando demanda para a manutenção dos vôos? Será o custo elevado do produto? Como ficará a situação com a valorização cambial do Real frente às principais moedas internacionais, como Euro e Dólar. Vejam o post publicado no site Panrotas (www.panrotas.com.br), com dados fornecidos pelo Ministério do Turismo:
“A retração do turismo mundial em 2009 afetou a vinda de estrangeiros ao Brasil. Essa é a conclusão do Ministério do Turismo para o resultado de janeiro a dezembro do ano passado, quando o País recebeu 4.802.217 turistas estrangeiros, número 4,9% menor do que em 2008 (5.050.099). A Europa, maior emissora de turistas do mundo e com alguns dos países mais afetados pela crise econômica mundial, foi responsável por grande parte do recuo. A maior queda foi registrada no mercado português, 17,4%. Na Espanha, foi de 13,8%. Portugal e Espanha estão entre os países mais afetados pela crise.
Os argentinos, líderes no ranking de estrangeiros que mais visitam o Brasil, não só mantiveram a posição como vieram em número ainda maior para o Brasil em relação aos anos anteriores. Foram 1.211.159 em 2009, 193.484 a mais do que em 2008. A maioria desses “novos” turistas argentinos, 101 mil, veio ao Brasil por terra.
"O fluxo intrarregional é responsável pela maioria das viagens internacionais em todo o mundo. O fenômeno é observado nos destinos europeus, asiáticos, e também na América do Sul. Daí a atenção dada à promoção internacional nos últimos anos", afirma o ministro do Turismo, Luiz Barretto. "Temos de considerar ainda que a redução no fluxo de visitantes estrangeiros foi compensada pela grande movimentação do mercado doméstico", diz. Em 2009, foram registrados 56 milhões de desembarques aéreos domésticos, recorde histórico e número 3,7% maior do que o registrado em 2008. O ano, segundo o MTur, começou promissor, com sinais de crescimento do fluxo de turistas estrangeiros para o Brasil. Em janeiro e fevereiro de 2010, o número de desembarques aéreos internacionais cresceu, em média, 16,53% em relação ao mesmo período do ano passado. O gasto dos turistas estrangeiros no Brasil aumentou em média 16% no primeiro trimestre em relação ao três primeiros meses de 2009 (o cálculo do Banco Central considera as trocas cambiais oficiais e os gastos com cartão de crédito).
"Os resultados dos primeiros meses do ano mostram que 2010 será o ano de consolidação dos resultados alcançados até agora, numa curva de crescimento em que 2009, com a crise econômica mundial, foi a exceção", diz a presidente da Embratur, Jeanine Pires. De 2003 a 2009, a receita em dólares gerada pelos estrangeiros que visitam o Brasil cresceu 114%, passando de US$ 2,47 bilhões para US$ 5,3 bilhões. No mesmo período, a evolução da receita do turismo mundial foi de 66%, e o crescimento das exportações brasileiras, em geral, de 109%.”
Postar um comentário